CANTO DE FRASSINO

Os meus horizontes são de Vida e de Esperança !

Meu Diário
16/07/2012 18h09
MOSTRENGO POLÉMICO

 

O MOSTRENGO, de Fernando Pessoa,  Tema sempre polémico

Resposta a um comentário no Facebook, elaborado pela pensadora Anabela Raposo:

Comentário – “Pessoa era também astrólogo e um visionário além do mais podemos entender o mostrengo à luz dos ciclos cósmicos e da lei do karma”. Anabela Raposo

Desculpe, cara amiga, não concordar com as ideias que veicula através do seu comentário – o qual agradeço – e das quais eu discordo. Primeiro nem Pessoa era astrólogo, muito longe disso. Talvez “visionário”… ele próprio o confessou, devido à sua doença, ao seu isolamento e aos seus recalcamentos e frustrações, como ele o confessou também. E, só cá para nós, à sua dependência do álcool e do ópio… o que ele próprio nunca escondeu. Como sabe, estas pessoas são sempre “visionárias”. Em segundo lugar, o tema O MOSTRENGO (quanto a mim) não pode ser visto à luz dos ciclos cósmicos e da lei do karma já que Pessoa é simplesmente um produto da Cultura ocidental e não de outras quaisquer. Daí que O MOSTRENGO tem de ser visto segundo os parâmetros da mitologia greco-românica, na qual se insere o nosso homem, em termos de formação humanística. À época dos Descobrimentos a «filosofia dominante», entenda-se «mentalidade dominante», assistia-se ao desenrolar do entendimento do mundo como aventura/descoberta do desconhecido e, quando assim é, há todo um quebrar de barreiras tradicionais. Também, no tempo de Pessoa – o Pessoa maduro –  (período entre as duas Grandes Guerras) se procurava quebrar as barreiras condicionantes do positivismo tradicional (passou a estar na moda a «filosofia do relativismo» e a procura de novas Ciências – aquilo que vulgarmente se entende como neo-humanismo). Neste contexto é bom não esquecer que ele terá vivido igualmente as sequelas da conhecida Grande Depressão (1930 – 1935) … Portanto, e concluindo, jamais devemos abstrair do conceito de «renascença» (séc. XVI) que o criador de A MENSAGEM sempre demonstrou e do posicionamento na deriva de um novo conceito de Cosmos (séc. XX) resultante, simplesmente, não de nenhum “karma filosófico” mas, isso sim, de uma postura perante uma nova mentalidade aventureira.

 

                                           Prof. Assis Machado/Frassino Machado

 

N. B. Ver também, do autor, os Sites:

 

www.frassinomachado.net

http://facebook.com/atelierpoetico.frassino

www.lusaurora.blogspot.com

https://facebook.com/pages/tertulia-poetica-ao-encontro-de-bocage/129017903900018


Publicado por FRASSINO MACHADO em 16/07/2012 às 18h09
 
18/06/2012 15h18
PARTILHAR OU NÃO PARTILHAR, EIS A QUESTÃO - 03

- Resposta contundente e esclarecedora

de prestigiada Professora -

Caríssima e prestigiada colega, Antónia Barradas, em primeiro lugar pretendo manifestar-te o meu sincero orgulho e honra em ser teu amigo e companheiro de partilha – nesta rede social e democrática, quanto baste – de conteúdos circunstanciais, artísticos e culturais. Bem hajas pela rápida e decisiva resposta, que abertamente revelaste, relativa ao problema ocorrido no dia de ontem.

Em segundo lugar quero responder-te à letra com frontalidade – postura que sempre reconheci nas tuas posições – procurando dar alguma luz e clarividência nesta aparentemente simplista mas, pelos vistos, contraditória problemática.

Relativamente aos referidos conteúdos partilhados por mim, no site em referência, nunca vislumbrei em nenhum lado matéria inibidora da atitude de partilha por mim utilizada. Antes, pelo contrário, sempre tenho sentido nos meus interlocutores uma aberta concordância e apoio para com esses mesmos conteúdos que, não sendo muito frequentes, são representativos da alta consideração e apreço que tenho pela Instituição COLÉGIO BARTOLOMEU DIAS.

Por outro lado, se o nomeado Site apenas só admite partilha aos membros activos da Instituição e aos conteúdos específicos à sua vida interna eu pergunto para que serve, neste caso, a Página Oficial do CBD? Este Site, sim, é que justifica e promove – aliás com a competência que se impõe – toda e qualquer prerrogativa alusiva à especificidade da Instituição.

Quanto ao espaço em si – já polémico e problemático, quem diria? – do CBD/Facebook peca, então, não na caracterização patenteada mas, sim, e isso é que é problemático, quanto à falta de autonomia  e de liberdade de expressão! Não quero com isto significar que existe nesta minha opinião uma denúncia seja lá do que for. O que é lamentável é que na carismática era da transparência e da frontalidade humanísticas, de que tanto nos orgulhamos, apareçam pessoas a arvorarem-se em donas da alma comunicativa de uma rede social aberta e solidária!

Para não exceder demasiado o objectivo desta missiva por aqui me fico não deixando, todavia, de manifestar os meus sinceros votos de que os alunos do CBD consigam atingir o maior sucesso nos seus exames nacionais. Agradeço que faças chegar este voto aos meus ex-alunos, desejando igualmente para todos eles “PENSAMENTOS POSITIVOS E ESCRITAS CRIATIVAS”!

Cordialmente, com a maior amizade do mundo, e com um abraço extensivo a todos os colegas professores, sou  

O poetAodispor sempre Frassino Machado

 

N. B. Ver também, por favor, os Sites:

 

www.frassinomachado.net

http://facebook.com/atelierpoetico.frassino

www.opcaopoetica.blogspot.com

https://facebook.com/pages/tertulia-poetica-ao-encontro-de-bocage/129017903900018


Publicado por FRASSINO MACHADO em 18/06/2012 às 15h18
 
18/06/2012 03h21
PARTILHAR OU NÃO PARTILHAR, EIS A QUESTÃO - 02

- Missiva despretensiosa a uma Colega íntegra

sobre “partilha de conteúdos” no Facebook -

Caríssima amiga e sempre COLEGA ESPECIAL, venho por este meio requerer a tua reflexão e ao mesmo tempo uma opinião sobre o assunto em epígrafe, para mim tão ingrato e, ao mesmo tempo, tão estranho... Olha, ó Antónia, a quem pertence o site do Facebook "Colégio Bartolomeu Dias" ? Sabes porque pergunto isto? É que o nosso ex-colega (?) José Luís Martins tem-me feito, desde há muito, uma pressão enorme para que eu não insira nada meu «naquele espaço» dizendo que é um SITE EXCLUSIVO só do Colégio e de quem lhe diz respeito!?. SERÁ QUE EU NÃO TENHO NADA A VER COM O COLÉGIO (quando toda a gente de lá me tem acarinhado com saudade e me pede para eu partilhar os meus trabalhos)? Diz-me lá, Antónia, será preciso eu PAGAR para comunicar com os amigos que lá deixei (que serão convictamente mais de uma centena!) ou então tornar-me accionista privilegiado "tipo Messier Berardo" do dito DONO desse Site, pelos vistos também «privilegiado»? Eu já contei esta ao Dr. Pedro, por escrito mas, nesta questão, não recebi resposta ainda... Estou confuso! Considero fundamental e utilíssimo que me respondas, minha amiga, a este meu problema de consciência, pode ser? E, já agora, se devo ou não continuar as minhas partilhas, ok? Desde já, o meu muito obrigado. E, se não te der maçada, entrega os meus cumprimentos ao nosso Sr. TORQUEMADA MARTINS (quer dizer, ao sr. Luis Martins)...

Beijinhos do poetAodispor sempre Frassino Machado

Frassino Machado

In SENDAS DO MEU PENSAR

N. B. Ver, por favor, os Sites:

www.frassinomachado.net

http://facebook.com/atelierpoetico.frassino

www.opcaopoetica.blogspot.com

https://facebook.com/pages/tertulia-poetica-ao-encontro-de-bocage/129017903900018


Publicado por FRASSINO MACHADO em 18/06/2012 às 03h21
 
30/04/2012 12h59
MARÉ AZUL

 

Sopram bons ventos no Dragão
Malgrado entraves e armadilhas
Co’ enorme alma de campeão
Por toda a parte há maravilhas.

Se existe maré solarenga
Que toda a plateia seduz
Talvez faça falta a moenga
Que renove o brilho na Luz.

Se há fortes e brandas marés
Nos que tentam ser os primeiros
Elas voltam pelo convés
Queiram ou não os marinheiros.

Espantando todos os medos
Que bloqueiam as emoções
Vão-se os anéis fiquem os dedos
E um sorriso nos corações.

Há vitórias muito leais
Que são fruto de persistência
Falando em vitórias morais
Ficam ao léu incompetências.

Ai, ó deusa dos perdedores,
Que anuncias a triste morte,
Traz-nos maré de vencedores
Numa onda de melhor sorte.

E se a rota de nevoeiro
Complica as límpidas fontes
Mude-se já o timoneiro
P’ ra reconquistar horizontes!

Frassino Machado
In MUSA VIAJANTE

N. B. Ver, por favor, os Sites seguintes:
http://facebook.com/atelierpoetico.frassino
www.frassinomachado.net


Publicado por FRASSINO MACHADO em 30/04/2012 às 12h59
 
24/04/2012 06h36
ÀS VEZES

                          Ao poeta Frassino Machado

Às vezes entre os versos nascem flores:

Violetas, lírios, cravos, açucenas...
Esqueço pressuroso as duras penas
Que a vida é festa cheia de fulgores.

Doce espumante of' reço aos meus amores
Em brindes de memórias muito breves
Enquanto o vinho em altas taças leves
Intenso e puro ferve as suas cores.

Que ricas são as rimas nesses dias!
Num cofre guardo as raras fantasias
Cativas pela arte imaginada.

Colhendo as flores ficam sombras frias
A refletir as pétalas tardias
Que teimam a boiar à tona da água.


Abel da Cunha


Publicado por FRASSINO MACHADO em 24/04/2012 às 06h36



Página 3 de 15 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 » [«anterior] [próxima»]

Site do Escritor criado por Recanto das Letras