CANTO DE FRASSINO

Os meus horizontes são de Vida e de Esperança !

Textos

A PIRRALHA
“Na sombra de Davos 2020”

- Vocês não viram Nada ainda!
Eis o grito de espanta-pardais
Duma repercussão infinda
Naquelas mentes de Maiorais.

Ecoa p´ las altas vertentes,
Duma visão branca e linda,
Este grito cavo nas mentes:
- Vocês não viram Nada ainda!

Perante a ameaça climática
De estranhos e negros sinais
Soando, qual trombeta enigmática,
Eis o grito de espanta-pardais.

Deram-lhe o nome de “pirralha”
A esta adolescente bem-vinda,
É a sua voz, como navalha
Duma repercussão infinda.

Chamando-os a eles de ceguinhos
Fez um libelo que atraca ao cais
Cravando incómodos espinhos
Naquelas mentes de Maiorais.

- Abram os olhos, deixem o lucro,
Privilegiem a Humanidade,
Tenham p´ ra a Vida jus e foco
E pro bem-comum idoneidade!

“Ai é? Oh Pirralha, Pirralha!
Tu falas bem mas não me alegras,
Não entramos nessa batalha
E p´ ra tua neura fica-te co´ as negas.

Quem muito fala é de aprendiz…
Lembremo-nos de frei Tomás:
Não olhem pro qu´ ele diz
Mas, antes, para o qu´ ele faz!”

Dom Mefistófeles assim falou
Tentando calar a Pirralha
Numa Sombra qu´ em Davos ficou:
É um destino que a todos calha.

Ó Davos, para que te quero?
Não passas de “feira de vaidades”,
De ostentação és um desespero:
Pra quando a Hora das Trindades?


Frassino Machado
In ODIRONIAS
FRASSINO MACHADO
Enviado por FRASSINO MACHADO em 21/01/2020


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras