CANTO DE FRASSINO

Os meus horizontes são de Vida e de Esperança !

Textos

SONETO AGRILHOADO
«Dolente angústia»

Maria João distinta artífice de Sonetos
Sonetos retalhados, mas sempre burilados,
Em fresca tela e formalmente acomodados
Como mandam as normas e os banais decretos.
Mas o tempora, o mores! Seus cuidados rectos
Dão à poetisa eternos dias amargurados
Por sentir seus Sonetos muito agrilhoados
Despidos de emoção e carentes de afectos

A alma da artista, tão presa à rocha dura,
Tão dolente d´ angústia por não ter saída,
Iguala o seu tormento ao de Prometeu
Que viu o seu Destino revelar-se agrura,
Ficando desterrado por toda a sua vida
E acorrentado à dura rocha sob o Céu.

Sonetos e sonetos, tão sós e tão discretos,
Não, ó poetisa, rasga esse trágico véu,
Pois há mais Poemas para lá dos teus Sonetos.
E se, Maria João, vires ao largo um deserto
Roga ao divino Apolo um outro fogaréu
Que te ilumine o estro para um rumo certo!  


Frassino Machado
In RODA-VIVA POESIA
FRASSINO MACHADO
Enviado por FRASSINO MACHADO em 09/01/2019
Alterado em 10/01/2019


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras