CANTO DE FRASSINO

Os meus horizontes são de Vida e de Esperança !

Textos

O DERRUBAR DA GRANDE MURALHA
"Na aurora do Ano do Porco"

Eureka! Finalmente não está nada mal
Esta belíssima encomenda de Natal:
Embrulhados numa lustrosa brilhantina
Partiram de imediato, após negociações,
Centenas de toneladas de imberbes leitões
Para contento de toda a gente na China!

Desde há muito que nada disto acontecia
Haver um tal negócio assim por demasia:
Os leitões vão à frente, e os porcos com certeza
Também terão por sua vez o justo prazer
Lá do alto da grande muralha poderem ver,
Aquele Império do Meio em toda a sua grandeza

Está em alta, quiçá, toda a suinicultura,
Sendo da lusa economia uma aventura,
Resta, porém, saber qual o seu contrapeso:
Será apenas mera troca de uma chinesice
Ou tão só mais uma habitual trapalhice
Que deixe o luso património indefeso?

Perante o derrubar desta Grande Muralha
Se viermos a perder já não há quem nos valha!

Frassino Machado
In ODIRONIAS
FRASSINO MACHADO
Enviado por FRASSINO MACHADO em 07/12/2018


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras