CANTO DE FRASSINO

Os meus horizontes são de Vida e de Esperança !

Textos

VIAGEM PELO ALVERNE
Os cinco sentidos da Vida
Que toda a alma compreende
São uma fonte renascida
Das cinco chagas do Alverne.

Toda a vida tem seu Alverne
Por cada etapa percorrida
E ao longo do dia s´ entende
Os cinco sentidos da Vida.

Na mão direita há um estigma
Na esquerda outro se fende
E em cada hora se confirma
Que toda a alma compreende.

Nos dois pés há um apelo
De uma vontade acrescida
Passos e passos em desvelo
São uma fonte renascida.

Vai o Poverelo com teimosia
Nas horas que o dia estende
Escorrer sangue em alegria
Das cinco chagas do Alverne.



É noite p´ la madrugada
Há uivos de lobo raivoso
E pelo mundo, cada estrada
É estreita, de chão espinhoso.  

Mui antes do sol nascer,
Com laudes ao Criador,
Cante-se mesmo a sofrer
Para ser amado o Amor.  

E em cada dia que passa,
Com lágrimas ou com suor,
Toda a oração tem sua graça
Num alto voo de condor.

Nas horas mais aziagas,
Com vésperas de devoção,
Mesmo vendo as próprias chagas
Faz-se uma luz no coração.

Alverne, é assim o Alverne,
Subir nele, com grã coragem,
Dá-lhe uma fé que concerne
Entre todas, a melhor Viagem!

Frassino Machado
In NOVO MONTE ALVERNE
FRASSINO MACHADO
Enviado por FRASSINO MACHADO em 08/06/2018
Alterado em 08/06/2018


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras