CANTO DE FRASSINO

Os meus horizontes são de Vida e de Esperança !

Textos

EM BUSCA DA POÉTICA PERDIDA
A aura feirante

Andam olhos e olhos ansiosos pela Feira,
Talvez em busca duma poética perdida,
É essa a séria convicção mais que sentida
Na onda humana da dramática cegueira.

Livros, revistas, ensaios de toda a maneira,
Acervos antológicos de letra comedida
Com proliferação de imagem consentida,
Eis a aura feirante da panóplia livreira.

Autores, esses, acima e a baixo vagueando
Por entre anónimos visitantes à mistura
Numa insuspeita confluência de cultura
Mas a Poesia e os poetas vão rareando

Ressalvam-se, porém, os melros e rouxinóis,
Que em melodias e trinados vão cantando
As baladas nostálgicas, já anunciando
A perda dos valores tornados girassóis.

Autógrafo para quê? se já não há paixão
E a Poesia, coitada não passa de ilusão!


Frassino Machado
In ODISSEIA DA ALMA
FRASSINO MACHADO
Enviado por FRASSINO MACHADO em 28/05/2018


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras