CANTO DE FRASSINO

Os meus horizontes são de Vida e de Esperança !

Textos

OS OLHOS PARA ALÉM
A saga do poeta

Há sempre um horizonte que o espera
No brilho de uma estrela sedutora,
É o Sonho do poeta que pondera
Em cada passo uma nova aurora.

As margens do caminho são estreitas
E limitam por vezes os seus olhos
Mas suas convicções são escorreitas
Ainda que rodeadas de mil abrolhos.

Subsiste um para além que o atrai,
Num tempo gémeo do seu próprio querer
E, ao subir a montanha, o poeta vai
Em busca daquela luz que o faz crescer.  

É, ele mesmo, o paladino da sua arte
Feita de poemas, com pezinhos de lã,
E o trepar esse Alverne já faz parte
Da saga de um Parnaso de amanhã.

Esses olhos para além dão-lhe a sua meta
Na alma de uma Musa que o faz Poeta!


Frassino Machado
In ODISSEIA DA ALMA
FRASSINO MACHADO
Enviado por FRASSINO MACHADO em 25/05/2018


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras