CANTO DE FRASSINO

Os meus horizontes são de Vida e de Esperança !

Textos

DIA DE TODOS OS SANTOS
Dia de Todos os Santos
Santos de todos os dias
Dia de todos os encantos
E de todas as harmonias.

É o Dia dos Sete Céus
E dos lenitivos de prantos;
E entre todos os troféus
Dia de Todos os Santos.

Anjos e arcanjos em festa,
Serafins, querubins, aleluias
Hossanas, e o que mais resta,
Santos de todos os dias.

Romagens de exaltação
Aos campos-santos, recantos
Penas em sublimação,
Dia de todos os encantos.

Dia de ternas lembranças
Entre abraços e alegrias
Dia das bem-aventuranças
E de todas as harmonias.

Quem nasce já Santo nasce
Mas vai penando na vida
À espera de um desenlace
De recompensa assumida.

Mas ele há santos perdidos
Pelos meandros da desgraça
Que regressam arrependidos
Co´ a alma cheia de graça.

Ser santo não é mistério
Nem é tarefa inaudita
Mas é tão só um critério
De quem na Fé acredita.

E é assim na Humanidade
De uma só raiz comum
É santo quem tem qualidade
E não vive por ser mais um…  

Não há santos por ficção
Mas apenas de corpo inteiro,
Haver Santos de coração
Já é um Troféu verdadeiro!

Frassino Machado
In ODISSEIA DA ALMA
FRASSINO MACHADO
Enviado por FRASSINO MACHADO em 01/11/2017


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras